Menu

terça-feira, 20 de abril de 2010

*Cama de Gato.Pode vir alguma coisa das novelas da Globo??

*Cama de Gato de Satanás:Pode vir alguma coisa boa das novelas da globo????*

 
 
 
A TV Globo, com todo seu poder de penetração na sociedade e dentro de nossas casas, vem introduzindo, silenciosamente, uma cultura de libertinagem, traição, adultério e rompimento com a célula familiar de forma sutil.


Com o advento do Big Brother Brasil 10, a Globo conseguiu o que ela vinha tentando há muito tempo, o beijo gay ao vivo. Em duas cenas do BBB 10, aconteceram dois beijos gay, e, quando um deles foi "líder", a produção do programa teve o cuidado de colocar sobre uma estante a foto do beijo. Com isso, a Globo faz com que seus fiéis telespectadores vejam o beijo gay como algo comum e engraçado, ou seja, aceitável.


Agora, nas novelas globais o beijo gay vai acontecer, induzindo esse comportamento aos jovens e adolescentes e induzindo legisladores a criarem leis que abonem tal comportamento. No mesmo BBB 10, uma das participantes declarou-se lésbica, e com essa declaração todas as demais mulheres do programa se aproximaram dela, sendo protagonizado o "selinho lésbico" no programa apoiado por todos os demais participantes sob o manto sagrado do não preconceito.


Na novela Viver a Vida, o tema principal, mostrado de forma engraçada e aceitável, é a da traição e do adultério. A Globo leva ao telespectador ao absurdo de torcer para que um irmão traia o outro ficando com sua namorada. A traição nessa novela é a mola mestra da máquina. Todos os personagens se traem, e isso é mostrado de forma comum, simples e corriqueira.


Mas talvez a investida mais evidente e absurda esta na novela das 6h, Cama de Gato. A Globo superou todos os limites nessa novela ao colocar como tema uma música do grupo Titãs. Na música, nenhuma linha de sua letra se consegue tirar algo de poético e aconselhável para vida ou algo de apoio.


A letra da música faz menção descarada do Inimigo de nossas almas que deseja entrar em nossa casa (coração) e destruir tudo, tirar tudo do lugar (destruir a célula familiar e nossa fé). A música chega ao absurdo de dizer que devemos voltar à mesma prisão, a mesma vida de morte que vivíamos.


Às vezes, nem nos damos conta do real propósito de uma novela, de um programa ou de uma música, e como Jesus esta às portas, as coisas do mal estão cada vez mais evidentes e claras. Até os incrédulos estão percebendo que algo esta errado.


Aproveito para trazer ao conhecimento de trechos da letra dessa música, cuidadosamente escolhida pela Globo para servir de tema da dita novela:


Vamos deixar que entrem
Que invadam o seu lar
Pedir que quebrem
Que acabem com seu bem-estar
Vamos pedir que quebrem
O que eu construí pra mim
Que joguem lixo
Que destruam o meu jardim
Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão, a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação - a falta de futuro

(...)

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão, a falta de futuro
O mesmo desespero
Vamos deixar que entrem
Como uma interrogação
Até os inocentes
Aqui já não tem perdão

(...)


Imagine nossas crianças cantando e trazendo isso pra dentro do coração e da alma dela... Tente imaginar de onde o compositor dessa pérola tirou inspiração para compor tamanha afronta... Guardemos, pois, os nossos lares da oposição mundana, assim como Ló fechou a porta da sua casa contra os habitantes de Sodoma (Gn 19.1-10).

Aí pergunto, parafraseando a própria Bíblia: pode porventura vir alguma coisa boa das telenovelas da Rede Globo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário